REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS

REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS

Mais Imagens

REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS

Laboratório:
NOVARTIS BIOCIENCIAS S.A

SKU: 000093

Registo M.S: 1006811320019

Príncipio ativo: ELTROMBOPAGUEOLAMINA

Conservação: Mantenha o produto na embalagem original e em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C)

REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS

Disponível: Em estoque

R$2.358,00
ou 3x de R$786,00 sem juros Ver parcelas

Cartão de Crédito: ×

Número de Parcelas Valor da parcela %
Juros
Valor do produto
à vista R$2.358,00 sem juros R$2.358,00
2x iguais R$1.179,00 sem juros R$2.358,00
3x iguais R$786,00 sem juros R$2.358,00

R$2.334,42 no boleto bancário (-1%)

OU
Descrição

Detalhes

REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS
Informação Adicional

Informação Adicional

Produto frágil? Não
Laboratório NOVARTIS BIOCIENCIAS S.A
Inserir texto para cta Não
Bula *APRESENTAÇÕES* Comprimidos revestidos de 25 mg e 50 mg, para uso oral, em cartuchos com 14 comprimidos. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 6 ANOS (vide indicações) *COMPOSIÇÃO* Cada comprimido revestido de Revolade® 25 mg contém 25 mg de eltrombopague como ácido livre equivalente a 31,9 mg de eltrombopague olamina1 Excipientes: celulose microcristalina, povidona k30, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio, manitol, água purificada, hipromelose, dióxido de titânio, macrogol 400, polissorbato 80 Cada comprimido revestido de Revolade® 50 mg contém 50 mg de eltrombopague como ácido livre equivalente a 63,8 mg de eltrombopague olamina1. Excipientes: celulose microcristalina, povidona k30, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio, manitol, água purificada, hipromelose, dióxido de titânio, macrogol 400, polissorbato 80, óxido de ferro amarelo, óxido de ferro vermelho 1 - eltrombopague olamina é o sal bis-monoetanolamina de eltrombopague (ácido livre) Composição do revestimento *INFORMAÇÕES AO PACIENTE * *1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? * Revolade® está indicado para pacientes adultos (>18 anos) e pediátricos acima de 6 anos com púrpura trombocitopênica idiopática de origem imune que foram tratados previamente com corticosteroides, imunoglobulinas ou tiveram o baço retirado, mas não responderam ao tratamento e que apresentam risco aumentado de sangramento e hemorragia. Revolade® está indicado também para o tratamento de pacientes adultos com baixas contagens de células do sangue causadas por Anemia Aplásica Severa (AAS) adquirida, que não apresentaram resposta à terapia imunossupressora prévia ou que receberam muitos tratamentos anteriormente e não sejam elegíveis ao transplante de células tronco hematopoiéticas (transplante de medula óssea). *2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?* A substância ativa de Revolade® é o eltrombopague que pertence a uma classe de medicamentos chamados agonistas dos receptores de trombopoetina. Este medicamento é utilizado para ajudar a aumentar o número de plaquetas no sangue por estimular sua produção a partir de células sanguíneas imaturas. As plaquetas são células sanguíneas que ajudam a reduzir ou prevenir sangramentos. *3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?* Não use Revolade® se você for alérgico ao eltrombopague ou a qualquer componente deste medicamento listado na seção Composição. *4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?* Advertências e Precauções - Há risco de alteração nos exames de sangue que avaliam a função do fígado, e medem a toxicidade e a lesão no fígado, sendo potencialmente fatal. - Há risco de complicações trombóticas e tromboembólicas; - Há risco de sangramento após a suspensão de tratamento com Revolade®; - Há risco de progressão de malignidades hematológicas existentes; - Há risco de catarata. Converse atentamente com seu médico antes de usar Revolade® se: - você faz tratamento com quimioterapia; - você tem síndrome mielodisplásica (MDS); o Seu médico irá fazer testes para verificar que você não tem esta condição sanguínea antes de iniciar Revolade®. Se você tem MDS e usa Revolade®, sua MDS pode piorar. - você tem algum problema no fígado - você apresenta fator de risco conhecido de tromboembolismo, como condições chamadas Fator V Leiden, deficiência ATIII, síndrome antifosfolipoide. Você pode ter um alto risco de coágulos sanguíneos se tiver idade avançada, ficar por longos períodos na cama, se você tem câncer, se você está utilizando medicamento contraceptivo ou terapia de reposição hormonal, se você passou por uma cirurgia recentemente ou sofreu alguma lesão física, se você está acima do peso (obeso), se você é fumante ou se você tem doença do fígado crônica avançada. o Você não deve usar Revolade® a menos que seu médico considere que os benefícios esperados superam o risco de coágulos sanguíneos. - você tem catarata; - você possui outra condição sanguínea, como síndrome mielodisplásica (MDS); - você faz uso de algum outro medicamento; - você está grávida, pretende engravidar ou está amamentando. O tratamento com Revolade® deve ser feito com cautela em pacientes com doença no fígado. Exame da visão Seu médico irá recomendar que você realize exames para catarata como parte dos testes de visão de rotina. Se você não realiza exames de visão de rotina, seu médico deve providenciar exames regulares para catarata. Você também deverá ser avaliado quanto à ocorrência de qualquer sangramento do vaso sanguíneo em torno/ou na sua retina (camada de células sensíveis à luz na parte de trás do seu olho). Você precisará de exames de sangue regulares Antes de iniciar Revolade®, seu médico irá realizar exames de sangue para verificar suas células sanguíneas, incluindo as plaquetas. Esses exames serão repetidos em intervalos, enquanto você estiver utilizando Revolade®. Exames de sangue para função do fígado Revolade® pode causar aumento de algumas enzimas do fígado no sangue, especialmente bilirrubina e transaminases alanina/aspartato. Isto pode ser um sinal de que seu fígado está sendo danificado. Há um risco aumentado de reações adversas, incluindo problemas no fígado potencialmente fatais e coágulos sanguíneos, em pacientes com baixo número de plaquetas e doença hepática crônica, uma doença de longa duração/crônica ou recorrente que resulta em dano ao fígado reduzindo a seu funcionamento. Se o médico considerar que os benefícios do tratamento superam os riscos, você será monitorado rigorosamente durante o seu tratamento. Você fará exames de sangue para verificar a função do seu fígado antes de iniciar o uso de Revolade® e em intervalos enquanto você estiver utilizando-o. Você precisará parar de utilizar Revolade® se a quantidade dessas substâncias aumentar muito, ou se você estiver com sinais físicos de danos no fígado. Exames de sangue para contagem de plaquetas Se você para de usar Revolade® a sua contagem de plaquetas poderá diminuir novamente dentro de alguns dias. Sua contagem de plaquetas será monitorada e, seu médico irá discutir as precauções apropriadas com você. Se você tem uma alta contagem de plaquetas no sangue, isto pode aumentar o risco de coagulação sanguínea. Entretanto, coágulos sanguíneos podem ocorrer com contagem normal ou até baixa de plaquetas. Seu médico irá ajustar a sua dose de Revolade® para garantir que a sua contagem de plaquetas não se torne tão alta. Procure ajuda médica imediatamente se você possui alguns desses sinais de um coágulo sanguíneo: - inchaço, dor ou sensibilidade em uma perna; - falta de ar súbita, especialmente em conjunto com dor aguda no peito ou respiração rápida; - dor abdominal (estômago), abdômen aumentado, sangue nas suas fezes. Perda de resposta Em caso de perda de resposta ou falha na manutenção da resposta plaquetária no tratamento com eltrombopague dentro da faixa de dose recomendada o seu médico deve prontamente pesquisar dos fatores causais. Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas Não houve estudos que investigassem o efeito de Revolade® sobre o desempenho na direção ou sobre a capacidade de operar máquinas. Não se prevê um efeito nocivo em tais atividades, tendo-se em vista a farmacologia do eltrombopague. Seu médico levará em conta suas condições clínicas e o perfil de eventos adversos durante o uso de Revolade® ao considerar sua capacidade de desempenhar tarefas que requeiram discernimento e habilidades motoras e cognitivas. Gravidez e amamentação O eltrombopague não foi teratogênico (isto é, não produziu dano ao embrião ou feto durante a gravidez) quando estudado em ratas e coelhas prenhas; causou baixa incidência de costela cervical supranumerária (uma anomalia fetal) e redução do peso corporal fetal em doses que se mostraram tóxicas para a mãe. Não há estudos adequados e bem controlados com Revolade® em mulheres grávidas. O efeito sobre a gravidez humana é desconhecido. Revolade® somente deve ser usado durante a gravidez se os benefícios esperados justificarem o risco potencial para o feto. Não se sabe se eltrombopague é eliminado no leite humano. Revolade® não é recomendado para uso por mulheres que estejam amamentando, a menos que os benefícios esperados justifiquem o risco potencial para o bebê. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista. Interações medicamentosas Certos medicamentos e alimentos interagem com Revolade®, e pode ser que você não possa usá-los ou consumilos enquanto está em tratamento com Revolade®. São eles: - medicamentos antiácidos, utilizado para problemas digestivos (no estômago); - estatinas, utilizado para reduzir altos níveis de colesterol e triglicerídeos; - suplementos minerais (cálcio, ferro, alumínio, a combinação de várias substâncias nas vitaminas, etc); - laticínios (derivados do leite) de alto valor calórico ou gorduroso; - ciclosporina, utilizado para prevenir a rejeição de órgãos transplantados; - lopinavir/ritonavir, antirretrovirais, utilizados no tratamento da AIDS; - medicamentos como metotrexato e topotecana, utilizados para tratar câncer. Por isso, se você toma ou tomou recentemente algum outro medicamento, informe isso a seu médico. Fale inclusive sobre os que você usa sem prescrição médica. Ele irá rever suas medicações, pois alguns medicamentos não poderão ser tomados com Revolade®, precisarão ter sua dose ajustada ou terão que ser tomados em outros horários. Converse com o seu médico se você também estiver tomando medicamentos para prevenir a formação de coágulos sanguíneos (medicamentos anticoagulantes ou antiplaquetários), pois há um risco aumentado de sangramento. Se você estiver tomando corticosteroides, danazol e/ou azatioprina você0 poderá precisar reduzir a dose ou parar de tomar estes medicamentos enquanto estiver tomando Revolade®. Se você precisa de alguma dessas medicações e não há um substituto disponível, discuta isso com seu médico. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde. *5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?* Cuidados de conservação Mantenha o produto na embalagem original e em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Aspectos físicos/características organolépticas Os comprimidos são redondos, biconvexos e revestidos. Têm gravados em uma face o número 25 ou 50 e na outra GS NX3 (25 mg) ou GS UFU (50 mg) e são de cor branca (25 mg) ou marrom (50 mg). Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. *6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?* Posologia Sempre tome Revolade® exatamente como seu médico prescreveu. A dosagem de Revolade® tem de ser individualizada, com base na contagem de plaquetas do sangue do paciente. Púrpura trombocitopênica idiopática (PTI) Adultos e Crianças acima de 6 anos A dose inicial recomendada de Revolade® é de 50 mg (1 comprimido de 50 mg ou 2 comprimidos de 25 mg) uma vez ao dia. Para pacientes que tem parentesco com pessoas nascidas no leste asiático (como chineses, japoneses, taiwaneses e coreanos), e também aqueles com problemas no fígado, Revolade® deve ser iniciado com uma dose de 25 mg uma vez ao dia. Monitoramento e ajuste de dose Após iniciar o tratamento com Revolade®, a dose pode ser aumentada para atingir e manter a contagem de plaquetas > 50.000/ μL, para redução do risco de sangramento. Não exceder a dose de 75mg uma vez ao dia. A dose deve ser modificada com base na contagem plaquetária. Durante o tratamento com Revolade® recomenda-se a realização semanal de exame de sangue: hemograma completo, incluindo a contagem de plaquetas e exame de lâmina, de modo que os resultados sejam avaliados até que a estabilização da contagem de plaquetas seja alcançada (> 50.000/μL por pelo menos 4 semanas). Após a estabilização da contagem de plaquetas (> 50.000/μL por pelo menos 4 semanas) recomenda-se a realização, mensal, de hemograma completo, incluindo a contagem de plaquetas e exame de lâmina. O menor esquema de dose efetiva para manutenção da contagem de plaquetas deve ser utilizado, conforme clinicamente indicado. *7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?* Se você esquecer-se de tomar o medicamento, NÃO tome uma dose duplicada para repor a que foi esquecida. Apenas siga com o tratamento, tomando-o normalmente no dia seguinte. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião-dentista. *8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?* Como todo medicamento, Revolade® pode provocar efeitos indesejáveis. As reações adversas graves mais importantes, identificadas nos estudos clínicos foram toxicidade do fígado e alterações na coagulação. É importante falar com o médico se você desenvolver os sintomas a seguir. Maior risco de formação de coágulos sanguíneos Certas pessoas podem ter um risco maior de formação coágulos de sangue e medicamentos como Revolade® podem piorar este problema. O bloqueio repentino de um vaso sanguíneo por um coágulo de sangue é um efeito colateral incomum e pode afetar até 1 em cada 100 pessoas. Se você desenvolver sinais e sintomas de coágulo sanguíneo, como: - inchaço, dor ou sensibilidade em uma perna; - falta de ar súbita especialmente em conjunto com dor aguda no peito ou respiração rápida; - dor abdominal (estômago), abdômen aumentado, sangue nas suas fezes. Procure ajuda médica imediatamente. Problemas com o seu fígado Revolade® pode causar alterações que aparecem em exames de sangue, e podem ser sinais de danos hepáticos. Problemas no fígado ocorrem comumente e podem afetar até 1 em 10 pessoas. Problemas no fígado incluem: aumento do nível de substâncias (enzimas) produzidas pelo fígado e bile produzida pelo fígado para ajudar na digestão de alimentos não fluindo corretamente (colestase) ocorrem com pouca frequência e podem afetar até 1 em 100 pessoas.  Fale com seu médico imediatamente se você possui algum desses sinais e sintomas de problemas hepáticos: - amarelamento da pele ou da parte branca dos olhos (icterícia); - urina de cor escura não usual. ATENÇÃO: este produto é um medicamento que possui nova indicação terapêutica no país e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico. *9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?* Se acidentalmente você tomar medicamento a mais, fale com seu médico ou entre em contato com o departamento de emergência do hospital mais próximo para obter instruções. Recomenda-se monitoramento para todos os sinais ou sintomas dos efeitos colaterais para que você receba o tratamento apropriado imediatamente. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.
Conservação Mantenha o produto na embalagem original e em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C)
Avaliações

Nenhuma avaliação até o momento

Queremos saber sua opinião

Produto: REVOLADE 25MG C/ 14 CPRS. REVESTIDOS

Como você avalia este produto? *

 
1
2
3
4
5
Qualidade
Preço

Comentários do Cliente 0 item(s)

Aguarde...

ou
ou

Nova Comercio de Medicamentos Especiais Ltda CNPJ 33.215.770/0001-00 | I.E. 714.128.989.114 | Av.Benedito Storani 1425 torre 2, sala 101 | Santa Rosa | Vinhedo (SP) | CEP 13289-014 | Horário de Atendimento: Segunda à Sexta das 08h00 – 18h00 (11) 9.5437-1703 (19) 3030-3448| Televendas: (19) 3030-3448,(21) 2391-0706,(31)2391-0154, (62) 3142-0031, (71) 2886-1481 ,(81) 3264-0897 Atendimento ao Cliente: 08005911126, Dúvidas, elogios e reclamações: sac@novamedicamentos.com.br | Farmacêutica responsável: Dra. Fabiola Britto | CRF 56587 | AFE:7.65 653.0 | CMVS – 3556670114-477-000134-1-2 As informações contidas neste site não devem ser usadas para automedicação e não substituem, em hipótese alguma, as orientações dadas pelo profissional da área médica. Somente o médico está apto a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado. Ao persistirem os sintomas, um médico deverá ser consultado. Os preços e promoções divulgados no site são válidos apenas para compras feitas pela internet. Maiores esclarecimentos, consultar o site: www.anvisa.gov.br. A Nova Medicamentos Especiais Ltda trabalha com as tecnologias mais avançadas de proteção de dados, para que você possa realizar suas compras com tranquilidade. A privacidade e a segurança dos clientes são compromissos da Nova Medicamento Especiais Ltda. Todos os pedidos efetuados estão sujeitos à confirmação da disponibilidade de produto nosso estoque.